terça-feira, 21 de outubro de 2014

Época 2014/2015 - Picks

UEFA Champions League | 3ª Jornada | 19:45 | FC Porto vs Athletic Bilbao

pick: FC Porto @ 1.78 na Tempobet


Nota prévia: se não tens muita paciência para leres alguns pormenores do que tem sido o FC Porto 2014/2015 convido-te a "saltar" para a conclusão final, onde poderás ler o essencial sobre esta pick e é aí que poderás ter alguma ajuda na decisão final sobre a aposta que poderás efectuar. Se, por outro lado, até tens algum tempo disponível e não te importas de ler alguns detalhes sobre o FC Porto desta época, então lê todo o texto que segue nesta pick.


Jogo a contar para a 3ª jornada do Grupo H entre o FC Porto e o Athletic de Bilbao.

Nesta pick vou-me focalizar mais no FC Porto, pois é a equipa que conheço melhor, não deixando, no entanto, de falar um pouco dos espanhóis também.


FC Porto: os azuis e brancos são os primeiros classificados deste grupo mercê de uma vitória em casa na 1ª jornada (6-0) frente aos bielorrussos do Bate Borisov, e de um empate na 2ª jornada em casa dos ucranianos do Shakthar Donetsk (2-2). Com 4 pontos, a equipa de Lopetegui lidera este grupo, que é seguido pelo Bate Borisov com 3 pontos (2º classificado) e pelo Shakthar Donetsk com 2 pontos (3º classificado), sendo que o adversário do FC Porto neste jogo é o último classificado com apenas 1 ponto conquistado nos 2 primeiros jogos já realizados.

O FC Porto, neste momento, é o melhor ataque da prova com 8 golos marcados, sendo que isso é em grande parte explicado pela goleada com que recebeu o Bate Borisov logo na jornada inaugural deste grupo.

Contudo, esta formação está longe de ser uma equipa. Ou melhor, o plantel do FC Porto é constituído por bons executantes, com muito valor e com alguma experiência até, mas ainda não é uma equipa de futebol no verdadeiro sentido da palavra. É uma formação que ainda não está consolidada, que não se tem evidenciado compacta e que tem deixado muito a desejar na forma como se tem exibido em campo. E isso, na minha opinião, tem sido muito culpa do seu treinador espanhol.

Hoje um jornal falava dos "4 pecados de Lopetegui" no comando do FC Porto e admito que nem sequer li quais eram esses mesmos pecados que eram frisados nesse jornal; apenas me saltou à vista esse título quando passei os olhos na capa dessa publicação, mas nem é preciso ser-se muito inteligente para decifrar quais são alguns desses 4 pecados:

1º) Uma das grandes razões para esta formação ainda não estar consolidada é o seu meio-campo e isso deve-se única e exclusivamente à forma deficiente com que Julen Lopetegui tem tentado construir essa zona nevrálgica do terreno. Aliás, para além de construir erradamente o meio-campo portista, dá-me a ideia que ele nem sequer sabe ainda qual será a melhor constituição que poderá escalar para esse mesmo meio-campo. Na Liga dos Campeões, como a exigência é muito maior, tem falhado menos vezes, mas nas outras competições o que é certo é que o treinador espanhol anda completamente à deriva. Ainda não percebeu que o Campeonato Português não é a Liga Espanhola, onde são várias as equipas que vão jogar olhos nos olhos contra as formações mais fortes e tentam discutir o resultado contra essas mesmas equipas. Em Portugal, são muito poucos os clubes ditos "pequenos" que jogam o jogo pelo jogo contra um grande e Lopetegui parece ainda não ter percebido isso. Casemiro + Rúben Neves no mesmo meio-campo não funciona, e o talentoso jovem português, apesar de ter vários pormenores e características interessantes (passe, visão de jogo, técnica), não tem ainda a intensidade necessária para jogar num meio-campo do FC Porto. É muito "macio" ainda e Lopetegui não pode carregar nos ombros do rapaz a dificil tarefa de dar dinâmica ao centro de terreno, pois já se verificou que o que falta essencialmente a esta equipa é dinâmica de jogo, e  com certeza que não é o Rúben Neves que irá incutir essa dinâmica à equipa;

2º) Para além disso, outro erro que ele está a cometer é a constante rotação da equipa. Isso só impede o FC Porto de ganhar rotinas, fica mais difícil para os jogadores assimilarem os processos de jogo uns com os outros, pois os companheiros são sempre diferentes e não se criam automatismos entre eles. Não se compreende como é que se poderá confiar numa troca de todos os sectores de uma equipa (incluindo a posição de Guarda-Redes) quase de jogo para jogo, sem que haja a percepção que isso será um grande risco para a equipa;

Poderia estar aqui a falar de mais erros que o técnico espanhol está a cometer, mas penso que já me estou a alongar bastante nesta análise ao FC Porto 2014/2015.

Por fim, é bom referir que há mais dois aspectos muito importantes que se têm passado com esta equipa e que, não ilibando Lopetegui dos seus erros - alguns deles frisados atrás - ajuda a explicar porque razão é que nos últimos 5 jogos o FC Porto apenas tem 1 vitória, tendo 3 empates e 1 derrota nos restantes encontros. A primeira razão são os erros individuais cometidos pelos jogadores da linha defensiva, erros esses que são mesmo erros infantis; relembro que 4 dos últimos 6 golos sofridos pelos Dragões resultaram de autênticos brindes oferecidos pelos jogadores aos seus adversários. Ora, nenhum treinador do Mundo consegue sobreviver a erros destes, sendo que, mais uma vez, é legítimo pensar que estes erros aparecem por causa de indicações sugeridas pelo próprio treinador. O FC Porto é uma formação que é incapaz de "jogar feio" e de colocar a bola para fora (o chamado "chutão" na gíria futebolística) quando se sente pressionada, e tenta sair sempre a jogar da sua linha defensiva, e isso tem custado bastante caro aos líderes do Grupo H da Champions League. A segunda razão é mesmo a componente sorte e azar. Ainda no último jogo no Dragão contra o Sporting, isso teve bem presente e acabou por explicar muito daquilo que se passou na partida. É lógico que o Sporting mereceu vencer, pois dominou e controlou o meio-campo (lá está, isto leva-nos ao 1º ponto dos erros de Lopetegui que referi em cima), mas mesmo não dominando o centro do terreno, o FC Porto "só" não pôde discutir essa partida de uma forma mais forte porque Jackson falhou a grande penalidade, que se fosse concretizada dava na altura o empate no jogo. Para além disso, Marcano tem uma oportunidade claríssima para empatar esse jogo, oportunidade essa que acredito que seria concretizada em 90% das vezes que pudesse aparecer, sendo que o que aconteceu foi que o Guarda-Redes adversário fez uma defesa do outro Mundo, indo buscar a bola de uma forma incrível e enviando para canto.

Ora, isto são coisas que não acontecem muitas vezes ao mesmo tempo e também é por isto que acredito que a minha aposta poderá ser bem sucedida.


Athletic Bilbao: esta formação espanhola é aquela que, tendo em conta os principais campeonatos da Europa, mais surpresa me tem causado, e falo em surpresa pela negativa. Tenho acompanhado a La Liga dos últimos anos e conheço bem este clube, sendo que os "leões" têm-se afirmado cada vez mais como uma equipa capaz de estar nos lugares de cima da tabela, e tem crescido cada vez mais a competitividade deste clube. Os bascos são uma formação dificílima de ser batida (principalmente no San Mamés) mesmo por clubes como o Barcelona e o Real Madrid, que têm sempre bastantes dificuldades em vencer o Athletic.

Os bascos têm uma "cantera" bastante boa e muito do seu modelo de negócio assenta na aposta quase total de jogadores da sua formação ou então de jogadores apenas da região do País Basco.

Disse em cima que estou surpreendido pela negativa com esta equipa pois tem-se exibido bastante mal, na La Liga está classificado quase na última posição e na Champions entrou com o pé esquerdo, empatando em casa o primeiro jogo e indo perder na segunda jornada ao terreno do Bate Borisov. Fico bastante surpreendido pois esta equipa tem vindo a cimentar a sua estrutura em Espanha, o ano passado fez uma época bastante boa já sobre o comando de Ernesto Valverde, e se tivermos em conta que da época passada para esta época o plantel não sofreu uma "razia" assim tão grande de saídas de jogadores, entendemos bem a estranheza que causa o mau desempenho demonstrado até ao momento. Ander Herrera saiu para o Manchester United, mas para além deste excelente médio não vejo mais nenhuma saída relevante que o clube basco possa ter sofrido. Os outros jogadores de valor continuam no clube, como são os casos de De Marcos, Iturraspe, Muniain, Toquero, Ibai Gomez, Susaeta ou Arduriz, pelo que não entendo muito bem o que tem acontecido equipa nesta época.

Admito que não tenho visto o Athletic jogar, apenas vi o jogo contra o Real Madrid, mas esse é um jogo onde não se pode analisar muita coisa nos bascos. De resto, conheço os jogadores do Athletic e conheço os resultados que esta equipa tem feito. Para a visita ao Estádio do Dragão, Ernesto Valverde não poderá contar com o experiente Toquero, sendo que de resto a equipa estará com os habituais titulares.

O Athletic deverá alinhar com Iraizoz, Iraola, Laporte, Gurpegui e Balenziaga, Iturraspe, de Marcos, Ibai Gomez, Susaeta, Muniain e Arduriz.


Conclusão: o FC Porto vem de um jogo onde foi eliminado de uma prova importante em casa, e logo por um rival, o que faz com que os níveis anímicos da equipa possam ter sido "abalados". Contudo, é certo que no futebool não há 2 jogos iguais, e é por isso mesmo que não me acredito que haja outro jogo parecido tão cedo onde a equipa azul e branca falhe, por exemplo, uma grande penalidade decisiva para o desenrolar da partida, ou que haja outra oportunidade tão clara como aquela que Marcano teve no último jogo que seja desperdiçada/negada. A formação portista, como disse anteriormente, ainda não é uma equipa sólida e consolidada, mas é uma equipa com jogadores excelentes como Brahimi, Jackson, Tello, Quintero, Oliver ou Danilo, sendo que depois ainda tem outros jogadores que ainda nada mostraram, mas que têm potencial para aparecer em bom plano a qualquer altura do jogo, falo de Quaresma, Adrian ou Herrera. Aliás, os jogos que o FC Porto tem ganho esta época, têm sido por acção das suas individualidades, principalmente Brahimi e Jackson. Em termos gerais, a equipa não funcionou nos jogos que foram ganhos, mas apareceu sempre o argelino ou o colombiano para resolverem. Acredito que neste jogo isso venha ao de cima novamente, e na impossibilidade de jogar em equipa, os problemas possam ser resolvidos por intermédio destes ou de outras individualidades já faladas. O talento neste plantel é muito, e acredito que isso se torne evidente mais tarde ou mais cedo neste jogo.

O Athletic tem bons jogadores, mas tarda em conseguir chegar aos bons resultados e penso que neste jogo, jogando fora contra uma equipa que vem "ferida" de uma partida menos conseguida continue a ter muitas dificuldades para chegar a um bom resultado, pelo que a odds de 1.76 para o FC Porto vencer o jogo penso que seja de valor. É de realçar que no último jogo os Dragões tiveram algo condicionados por causa de alguns jogadores terem estado ao serviço das suas selecções, e agora já não é bem assim. A equipa está na máxima força, Brahimi já estará quase a 100%, enquanto que Indi e Alex Sandro (dois jogadores essenciais na defesa portista) já poderão jogar e ajudar a equipa, por isso a minha decisão vai cair na vitória do FC Porto.

Outra coisa que me faz ter confiança nesta aposta é o facto da equipa não ter estado completamente a 100% no último jogo. É certo que esta formação de Lopetegui não tem titulares nem suplentes, mas não haver Brahimi a 100% (onde apenas entrou nos ultimos 15 minutos), não haver Fabiano (para mim bem melhor que Andres Fernandez), Alex Sandro, Indi e Tello de início, faz com que a equipa não tenha um desempenho melhor do que aquele que inicialmente possa ser imaginado e neste jogo acredito que esses jogadores voltaram ao 11 portista, constituíndo um elenco mais forte.

O FC Porto deve jogar com Fabiano, Danilo, Maicon, Indi, Alex Sandro, Ruben Neves, Herrera, Oliver, Tello, Jackson e Brahimi que penso que é a equipa que mais garantias pode dar neste momento.

Sem comentários:

Enviar um comentário